PEDRA NO RIM – Como descobrir e tratar

Dentre os problemas renais talvez o mais popular seja o cálculo renal, comumente chamado de pedras nos rins. Tais pedras são formadas pelo acumulo de cristais e agregados em excesso.

Seus sintomas são semelhantes a alguns sinais da Hidronefrose, um dos problemas renais relatados aqui no blog. Por isso, é importante fazer uma avaliação clínica – o que facilita selecionar o exame complementar mais indicado para cada caso.

Quando a pedra está dentro do rim ela não costuma manifestar sintomas, mas em alguns casos, mesmo na ausência de dor o médico pode solicitar a retirada da pedra devido ao risco de se desenvolver uma infecção.

O motivo de se desencadear dores e outros incômodos pode ser o deslocamento de uma pedra de dentro do rim para o ureter (canal estreito que segue até a bexiga) o que provoca dor intensa na parte inferior das costas e pode atingir a virilha e os testículos.

A vontade de urinar pode aumentar e nos casos de infecção é provável que haja febre, calafrios e diarreia. Pode ocorrer dor ao urinar e a urina pode ter sua coloração alterada (marrom, rosa ou vermelha).

A crise renal pode variar ao longo do tempo, principalmente na localização e intensidade da dor, mas pedras pequenas costumam não causar problemas e podem até ser eliminadas naturalmente.

Muitas vezes um cálculo renal só é descoberto durante a realização de exames de urina, ultrassom ou raio-X.

A incidência do problema aumenta em 30% no verão porque transpiramos mais e nem sempre repomos essa perda de líquido.

O consumo de alimentos e suplementos que contenham muito sal ou muita proteína favorecem a formação do cálculo. Em contrapartida, para a prevenção é recomendada a ingestão de frutas cítricas e a alta ingestão de líquidos, cerca de 2L por dia e para pessoas que têm tendência a desenvolver cálculos, ou que já tiveram o problema alguma vez, é recomendado mais de 2L por dia.

Pessoas que já tiveram pedra no rim costumam manifestar o problema novamente, se não mudam seus hábitos. Além disso devem realizar visitas periódicas ao médico ao invés de esperar uma nova crise.

Um cálculo renal pode causar uma insuficiência renal, por isso é importante consultar um urologista ou nefrologista de confiança. O diagnóstico de um especialista é mais seguro e garante o cuidado que seus rins merecem.

 

2017-10-25T15:17:48+00:00