Outubro Rosa: cuide da sua saúde!

A campanha mundial “Outubro Rosa” ressalta a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama. A prevenção deve ser feita, sobretudo, por meio do autoexame (apalpamento das mamas) e mamografia.

Segundo dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de mama é o segundo tipo mais comum entre as mulheres do mundo inteiro – atrás do câncer de pele (não-melanoma). Dos novos casos da doença que aparecem anualmente entre as brasileiras, cerca de 29% são de câncer de mama.

Você sabe como surgiu o movimento? O “Outubro Rosa” foi iniciado em 1997, nos Estados Unidos, e foi ganhando o mundo. No Brasil, a campanha começou quando o monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista, também chamado de Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo, foi iluminado de rosa.

 

SAÚDE DOS RINS – De acordo com o nefrologista José Adilson Camargo de Souza, do INEFRO, todos os pacientes que fazem tratamento prolongado eliminam os medicamentos pela urina. Por isso, pacientes oncológicos devem ter um cuidado especial também com a saúde renal.

O especialista ressalta que os rins atuam na limpeza do sangue: eliminam medicamentos e toxinas, assim como controlam a quantidade de água e sal e a hipertensão arterial. Além disso, produzem hormônios que impedem a anemia e a descalcificação óssea.

 

Segundo ele, toda mulher que em virtude de neoplasia de mama precise fazer uso de quimioterápicos deve ser encorajada a saber sobre sua saúde renal. “Isso pode evitar agravamento de uma doença existente desconhecida”, ressalta o especialista, lembrando que muitas doenças renais crônicas são silenciosas.

Assim como em qualquer outro tipo de doença, a prevenção é a melhor maneira de cuidar dos rins. Pessoas no grupo de risco, como mulheres obesas, diabéticas, hipertensas e com mais de 60 anos, por exemplo, devem redobrar a atenção.

 

BONS HÁBITOS – Para prevenir doenças renais é importante manter uma boa hidratação, ingerindo cerca de dois litros de água por dia, e uma dieta rica em verduras, legumes, frutas e saladas.

Deve-se evitar o consumo de alimentos como o sódio (comum entre os industrializados), assim como diminuir o sal no preparo dos alimentos.

Além disso, tenha hábitos saudáveis: não fume, evite bebidas alcoólicas e pratique atividades físicas.

 

O diagnóstico precoce pode salvar vidas: previna-se!

2019-10-09T17:34:06-03:00